segunda-feira, 25 de abril de 2011

Ressonância Magnética Nuclear

Ressonância magnética
Ressonância magnética
A ressonância magnética (RM) é uma técnica radiológica que nos possibilita tomar imagens do interior do nosso corpo de maneira não invasiva.
Diferentemente da radiologia convencional e da tomografia computadorizada, a RM não usa radiação, mas poderosos magnetos (imãs) e ondas de rádio para obter estas imagens. O campo magnético produzido pelo aparelho de RM é 10.000 vezes maior que o campo magnético da Terra.
As forças do campo magnético criadas pelo equipamento de RM forçam os átomos do corpo a se alinharem de uma maneira semelhante à agulha de uma bussola quando ela é colocada próxima a um imã. Quando ondas de rádio são enviadas em direção aos átomos de hidrogênio realinhados, elas são rechaçadas e um computador registra este evento. Diferentes tipos de tecidos enviam diferentes tipos de sinais.
Imagens isoladas de RM são chamadas de cortes (slices). As imagens podem ser armazenadas em um computador ou impressas em filme. Um único exame pode produzir centenas de imagens.
Outos nomes dados à ressonância magnética: ressonância magnética nuclear, imagem de ressonância magnética.
O uso da RM juntamente com outros métodos de imagem ajudam o clínico a chegar ao diagnóstico definitivo de uma doença que esteja investigando.
As imagens de RM podem ser intensificadas ou melhoradas com o uso de contrastes especiais, como o gadolíneo, que servem, também para fornecer informações adicionais sobre os vasos sanguíneos. Uma angiografia por ressonância (ARM) cria imagens tri-dimensionais dos vasos sanguíneos. Ela é utilizada quando a angiografia tradicional não pose ser realizada.
Para realizar o exame o paciente algumas vezes tem que usar uma bata hospitalar sem prendedores de metais. Algumas roupas de uso diário contêm metais, que podem interferir nas imagens da RM.
O paciente deita na maca do equipamento que é empurrada para dentro do equipamento de RM. Se o paciente tiver claustrofobia, ele deve avisar ao médico. Nestes casos um sedativo pode auxiliar e acalmar o paciente. Nos casos mais graves de claustrofobia, recomenda-se que o exame seja realizado em um sistema aberto de RM.

Ressonância magnética fechada

Ressonância Magnética fechada

Ressonância magnética aberta 

Ressonância Magnética aberta


Muitas vezes, dispositivos chamados de bobinas são colocados em volta da cabeça, braços ou pernas do paciente. Estes dispositivos ajudam na recepção e transmissão das ondas de rádio, melhorando assim a qualidade da imagem.
Alguns exames exigem a administração de contrastes, que via de regra são administrados antes do início do exame, por via intra-venosa em um vaso da mão ou ante-braço. O contraste ajuda o radiologista a ver as imagens com mais clareza.
Durante todo o exame o técnico responsável pela operação do equipamento de RM fica observando o paciente em outra sala atavés de uma janela envidraçada. Vários grupos de imagem são tomados, cada um deles durando entre 5 e 15 minutos. Dependendo da área a ser estudada, um exame de RM pode demorar até uma hora.
O paciente pode ser solicitado a fazer um jejum de 4-6 horas em alguns casos.
O forte campo magnético criado pela RM pode interferir com certos implantes, especialmente marca-passos. Portanto, os pacientes com este dispositivo não podem fazer este exame ou até mesmo ficar próximo ao equipamento.
O paciente não pode fazer exames de RM se tiver em seu corpo um dos seguintes dispositivos:
- clipes de aneurisma cerebral
- algumas válvulas cardíacas artificiais
- marcapasso cardíaco
- implantes auditivos cocleares
- Implantes e aparelhos oculares (exceto lentes intraoculares para catarata)
- Fixadores ortopédicos externos

Os dispositivos seguintes não constituem contraindicação para a Ressonância:
- Clipes utilizados em cirurgias de vesícula biliar
- Próteses valvares cardíacas (mesmo as metálicas)
- Implantes ortopédicos, como próteses, pinos, parafusos e hastes (exceto os fixadores externos)
- Derivação ventriculoperitoneal
- Dispositivo intrauterino (DIU)
- Stents intravasculares (como stent coronariano, por exemplo) são permitidos para a realização da ressonância somente após 6 semanas de sua colocação.
As grávidas com menos de 12 semanas de gestação não devem ser submetidas à Ressonância (contraindicação relativa).
Informe ao seu médico a existência de um destes dispositivos ao marcar o exame, de modo que o tipo de metal de que ele é feito possa ser determinado.
Trabalhadores metalúrgicos e pessoas que sejam expostas a pequenos fragmentos de metal, deveriam ser submetidas a uma radoografia do crânio para verificar a presença de metal nos olhos.
Objetos de metal não são permitidos na sala de exame, pois eles são atraídos pelo magneto do equipamento com tremenda força.
Outros objetos metálicos que não são permitidos na área de exame:
- jóias
- relógios
- cartões de crédito
- aparelhos de escuta

Alfinetes, grampos de cabelo, zipper de metal podem distorcer as imagens de RM.
Aparelhos ortopédicos móveis devem ser retirados antes do exame.

O exame de RM é totalmente indolor.
Alguns pacientes ficam ansiosos quando estão dentro do equipamento e, nestes casos um leve sedativo ajuda a superar a ansiedade.
O paciente deve ficar o mais imóvel possível durante o exame, pois movimento excessivo pode fazer com que as imagens fiquem borradas e indistintas.
Durante o exame o equipamente pode emitir altos sons, que podem ser minimizados com um fone de ouvido.
Dentro da sala de exame existe um interfone que possibilita a comunicação do paciente com o técnico. Algumas salas de exame possuem televisão e fones de ouvido especiais, para ajudar a passar o tempo.
Depois do exame o paciente pode retomar suas atividades normais.
O equipamento de ressonância não emite radiação ionizante. Não existe efeito colateral documentado sobre o uso do campo magnético e as ondas de rádio no corpo humano.
O contraste utilizado na RM, o gadolíneo, é muito seguro e reações alérgicas ao seu uso são muito raras.
O técnico na sala ao lado pode monitorar a respiração e batimentos cardíacos do paciente durante todo o exame, se necessário.
Os exames de RM não são recomendados para pacientes com trauma agudo, porque o equipamento de tração e suporte à vida não podem entrar na sala de exame, além do que este procedimento é muito demorado para estes doentes emergenciais.
Procedimentos de Ressonância Magnética realizados na Diagnose:
Ressonâcia magnética do abdome superior  (Fígado , vesícula biliar e vias biliares , dos rins , adrenais , baço , retroperitôneo) .
Colangioressonância magnética .
Angioressonância da aorta abdominal e ilíacas .
Angiorressonancia de veia porta.
Ressonância magnética da parede abdominal e pelve .
Ressonância magnética do fígado para hemocromatose .
Ressonância magnética da pelve feminina e masculina .
RM do encéfalo .
RM encéfalo com espectroscopia de prótons.
RM encéfalo com perfusão e difusão.
RM do encéfalo com fluxo liquórico.
Ressonancia magnetica da sela túrcica.
Ressonancia magnetica mastóides.
Angioressonância magnética da aorta torácica , vasos supra aóticos
Angioressonância dos vasos cervicais.
Angioressonância dos vasos cerebrais.
Angioressonância magnética venosa do crânio.
RM das órbitas.
RM dos seios da face .
Ressonancia magnetica do pescoço.
RM das articulações têmporo-madibulares ( ATM ).
RM das colunas cervical, dorsal, lombo-sacra.
Ressonância magnética quadril , articulações coxo-femorais .
Ressonancia magnetica articulacao sacro-iliaca.
Ressonância magnética, crâniovertebral ou crâniocervical.
Ressonância magnética do  tornozelo e pé.
Ressonância magnética do  joelho .
Ressonância magnética da coxa e perna .
Ressonância magnética do  ombro.
Ressonância magnética do  cotovelo .
Ressonância magnética do  punho e mão .
Ressonância magnética do  braço e antebraço.
Ressonância magnética do  tórax e mediastino.
Ressonancia magnetica dos plexos braquiais .
Angioressonância magnética  dos membros inferiores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seus comentários e sugestões:

Postar um comentário